Baixe qualquer arquivo do Blog em doc Word

Atividades de outros conteúdos... http://atividadesdiversasclaudia.blogspot.com.br/
Se você não conseguir uma boa visualização envie-me email que ficarei feliz em compartilhar. profclaugeo@yahoo.com.br Abraço.
Escolha o arquivo na barrinha ao lado, clique em slideshare, você vai ser direcionado para outra pagina, logo acima clique em save(um setinha apontando para baixo)Pronto.

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

TÓPICOS--31. TERCEIRO SETOR - OP—30-- TERCEIRO SETOR. R.A—33--TERCEIRO SETOR.CONTEÚDO COMPLEMENTAR DE GEOGRAFIA 3º ANO ENSINO MÉDIO. 3º BIM EIXO TEMÁTICO VII Os Cenários da Globalização e Fragmentação

 CONTEÚDO COMPLEMENTAR DE GEOGRAFIA  3º ANO ENSINO MÉDIO. 3º BIM

EIXO TEMÁTICO VII Os Cenários da Globalização e Fragmentação
TEMA 8 : AS NOVAS FRONTEIRAS DO CAPITALISMO GLOBAL: OS TERRITÓRIOS NAS NOVAS REGIONALIZAÇÕES
SUBTEMAS:
• Globalização e pluralidade cultural
• O papel das instituições internacionais na regulação do território mundial
• As telecomunicações unindo o mundo em redes digitais
• O crescimento dos países emergentes no movimento da globalização.

TÓPICOS--31. TERCEIRO SETOR - OP—30-- TERCEIRO SETOR. R.A—33--TERCEIRO SETOR.
31.1. Descrever a importância do terceiro setor e os projetos de inclusão social nos países periféricos.
CONCEITUAR:
- papel do Estado - primeiro setor - setor privado - segundo setor- terceiro setor - ONGs - globalização e fragmentação - segregação espacial - redes de solidariedade.
CONTEÚDO
• O que é o terceiro setor, quem participa como funciona como interfere na configuração espacial
• O terceiro setor como alternativo de inclusão social: as rádios comunitárias, os projetos de primeiro emprego, a responsabilidade social de empresas e o desenvolvimento local
• O terceiro setor no espaço globalizado: onde cresce (países) e como interfere nas políticas e no desenvolvimento
SETORES DA ECONOMIA:
(1)Setor Primário-  está relacionado a produção através da exploração de recursos da natureza: agricultura, mineração, pesca, pecuária,  extrativismo vegetal e caça. Esse setor fornece matéria-prima para a indústria de transformação. A produção e exportação de matérias-primas não geram muita riqueza para os países com economias baseadas neste setor econômico. 
(2)Setor Secundário- É o setor da economia que transforma as matérias-primas (produzidas pelo setor primário) em produtos industrializados (roupas, máquinas, automóveis, alimentos industrializados, eletrônicos, casas, etc.). Há conhecimentos tecnológicos agregados aos produtos do setor. Países desenvolvidos possuem  base econômica concentrada nesse setor. A exportação destes produtos gera riqueza.
(3)Setor Terciário- É relacionado aos serviços. Os serviços são produtos não meterias em que pessoas ou empresas prestam  para satisfazer determinadas necessidades: comércio, educação, saúde, telecomunicações, serviços de informática, seguros, transporte,  limpeza,  turismo, serviços bancários e administrativos, transportes, etc. Este setor é marcante nos países de alto grau de desenvolvimento econômico. Quanto mais rica é uma região, maior é a presença de atividades do setor terciário. Com o processo de globalização o terciário foi o setor da economia que mais se desenvolveu no mundo. Serviços inteligentes.




















Numere as atividades a seguir de acordo com as informações sobre os setores da economia listados acima.
(   ) alfaiate
(   ) apicultor
(   ) balconista
(   ) bancário
(   ) bóia fria
(   ) caminhoneiro
(   ) costureira
(   ) gerente
(   ) professor
(   ) retireiro
(   ) seringueiro
(   ) telefonista
(   ) faxineira
(   ) contador
(   ) mecânico
(   ) açougueiro
(   ) lavrador
(   ) médico
(   ) metalúrgico
(   ) mineiro
(   ) montador de carros
(   ) padeiro
(   ) pedreiro
(   ) pescador
Relacione as características acima aos setores da economia.
(   ) explora recursos da natureza
(   ) trabalhadores na agricultura
(   ) trabalhadores na indústria
(   ) trabalhadores na prestação de serviços
(   ) fornece matéria prima para a indústria
(   ) os países que tem a maioria dos trabalhadores nesse setor são pobres.
(   ) por causa da globalização e dos serviços inteligentes esse é o setor que mais gera riqueza.
(   ) quanto mais rico o lugar mais trabalhadores são empregados nesse setor.
(   ) exporta produtos industrializados e os países ricos concentram a economia nesse setor.
(   ) exporta matéria prima e gera pouca riqueza

D58 - Diferenciar Nação (questão cultural) de Estado Nacional (territorial e político).
D59 - Analisar a concepção de Estado a partir do surgimento do Estado alemão.
SIGNIFICADO DE TERCEIRO SETOR NA SOCIEDADE GLOBAL ATUAL.
PRIMEIRO SETOR é o Estado.  
SEGUNDO SETOR é o Mercado. 
TERCEIRO SETOR São as  ONGs (ORGANIZAÇÕES NÂO GOVERNAMENTAIS), associações, fundações, entidades de assistência social, educação, saúde, esporte, meio ambiente, cultura, ciência e tecnologia, entre outras várias organizações da sociedade civil. É  assim chamado porque engloba instituições com fins públicos, porém de caráter privado.  São regidas pelo direito privado, mas não possuem objetivos mercantis.  Fazem  parte do denominado espaço público não estatal. O Terceiro Setor abrange ações públicas que saem do domínio estatal, e passam a ser encampadas por organizações da sociedade civil. É o surgimento da iniciativa privada com fins públicos, com o objetivo de combater grandes problemas do mundo atual, como a pobreza, violência, poluição, analfabetismo, racismo, etc. São instituições com grande potencial de representatividade, podendo ser vistas como legítimas representantes dos interesses da sociedade civil.  É usual usar o termo terceiro setor paralelamente a expressões, como: Organizações sem fins lucrativos ou Organizações Voluntárias, significando um tipo de instituição cujos benefícios financeiros não podem ser distribuídos entre seus diretores e associados. 
PAPEL DO ESTADO
 Estado é uma comunidade humana fixada num território e que, dentro das suas fronteiras, institui uma forma de organização do poder político soberano com o fim de garantir a segurança, a justiça e o bem-estar econômico e social.
Estado é o governo,  Nação é o povo e País é o território (lugar) Ex: O país é o lugar onde vive a nação que é governada pelo Estado.
 Divisão tradicional dos poderes do Estado:- Legislativa- Executiva- Judicial
 Funções do Estado Contemporâneo:
- Políticas (promover a paz social, e aplicar os recursos na satisfação das necessidades coletivas)
- Sociais (promover a melhoria das condições de vida e de bem-estar da população)
- Econômicas (estabilizar a economia e garantir o seu bom funcionamento, promovendo o crescimento e desenvolvimento)
 Setor Público Administrativo (ou Administrações Públicas): engloba o conjunto de serviços que não visam o lucro, mas a satisfação das necessidades coletivas (saúde, educação, segurança, transporte, habitação,…)
 Estado Liberal: intervém apenas nos campos onde não surja iniciativa privada, o mínimo possível. É a busca do Lucro individual, o motor da atividade econômica. 
Estado Intervencionista: Intervêm na atividade econômica para combater e prevenir crises.
 Estado Providência: pretende combater as desigualdades sociais e garantir as condições mínimas de sobrevivência. Bem estar das pessoas.
  Os planos do Estado são imperativos para o Setor público e apenas orientativos para o setor privado. São elaborados pelo Governo e aprovados (ou não) pela Assembleia da República.
INCLUSÃO SOCIAL
Inclusão social  é um termo amplo, utilizado em contextos diferentes, em referência a questões sociais variadas. De modo geral, o termo é utilizado ao fazer referência à inserção de pessoas com algum tipo de deficiência às escolas de ensino regular e ao mercado de trabalho, ou ainda a pessoas consideradas excluídas, que não tem as mesmas oportunidades dentro da sociedade, por motivos como: # Condições sócio – econômicas, # Gênero(homem, mulher) , # Raça,# Falta de acesso a tecnologias (exclusão digital).   A inserção dessas pessoas que se encontram a margem da sociedade ocorre, geralmente, por meio de projetos de inclusão social.  O processo de inclusão social de pessoas com necessidades especiais tornou-se efetivo a partir da Declaração de Salamanca, Conferência Mundial sobre Necessidades Educacionais Especiais em 1994, respaldada pela Convenção dos Direitos da Criança (1988) e da Declaração sobre Educação para Todos (1990).
Os projetos de inclusão social de maior repercussão são os seguintes:
  – O processo de inclusão das pessoas com necessidades educacionais especiais nas escolas de ensino regular;
– A inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho nas empresas com mais de cem funcionários.
– O sistema de cotas para negros, índios e estudantes egressos da escola pública nas universidades;
A inclusão social, em suas diferentes faces, é efetivada por meio de políticas públicas, que além de oficializar, devem viabilizar a inserção dos indivíduos aos meios sociais. Para isso, é necessário que sejam estabelecidos padrões de acessibilidade nos diferentes espaços (escolas, empresas, serviços públicos), assim como é necessário o investimento em formação inicial e continuada dos profissionais envolvidos no processo de inclusão, principalmente dos professores.
RESPONDA:
1-Relacione os setores de acordo com a sociedade global atual:
(1) 1º setor
(2) 2º setor
(3) 3º setor 
(   ) ONGs
(   ) Estado
(   ) mercado
(   ) assistência social
(   ) existe sem fins lucrativos
(   ) exige consumidores
(   ) tem que garantir a segurança
(   ) visa o lucro
(   ) tem obrigação de promover a paz
(   ) estimula a livre concorrência
(   ) sociedade civil  que combate o racismo
(   ) tem que promover o bem estar do povo
(   ) tem que estabilizar a economia
(   ) sociedade civil  que combate a pobreza
(   ) é voluntário
 2- Nesse contexto defina terceiro setor.
3- O que é Estado?
4- Relacione:
(1)Estado
(2)Nação
(3) País
(   ) o governo
(   ) o povo
(   ) o território
(   ) o lugar
(   ) pessoas
(   )onde chove
(   ) tem rios
(   ) o espaço
(   ) tem florestas
(   ) promove a segurança
(   ) onde acontece guerra
(   ) quem se diverte
(   ) quem estuda
(   ) quem tem que investir em educação
(   ) quem paga impostos
(   ) quem redistribui os impostos
(   ) quem viaja
(   ) quem tem que investir em transportes
5- Quais são os poderes do Estado e quem é responsável para que eles compram seus papéis?
6- Quais são as funções do estado atual?
7- Qual é o objetivo da administração pública?
8- Relacione
(1) Estado Liberal:
(2)Estado Intervencionista
 (3)Estado Providência
(   ) não intervém na iniciativa privada (empresas)
(   ) intervém na economia
(   ) pretende combater a desigualdade social
(   ) Estado de bem-estar social 
(   ) visa o lucro individual (dos empresários)
(   ) faz intervenções para evitar crises  econômicas.
(   ) pretende garantir melhores condições de vida ao povo.
(   ) Estado Mínimo                                   (   ) Estado Redentor
9- O que significa dizer que os planos do Estado são imperativos para o Setor público e apenas orientativos para o setor privado?
10- No contexto acima o que é inclusão social?
11- Quais podem ser os motivos da exclusão social?
12- O que é exclusão digital?
13- O que  foi a declaração de Salamanca?
14- Quais são os projetos de inclusão social de maior repercussão  atualmente?
15- Qual é o papel das políticas públicas na inclusão social?
16- O que é necessário para quer a inclusão social seja efetivada?

TÓPICO--32. FLUXOS ECONÔMICOS  OP—34--. R.A—36--
32.1. Analisar os fluxos econômicos que expressam uma territorialidade visível, tais como: Nafta, Mercosul, União Européia, Apec e Asean.
32.1.1. Avaliar as contradições que envolvem a relação MERCOSUL e ALCA

CONCEITUAR   meio técnico científico – ONG -  globalização - corporações multinacionais -  Conferência das Nações Unidas para o Comércio e o Desenvolvimento - blocos econômicos- democracia liberal- geografia dos excluídos - mecanismos jurídicos, nacionais e supranacionais democráticos e solidários como OIT (Organização Mundial do Trabalho), UNESCO, Conselho Mundial de Igrejas, sindicatos, comunidades solidárias, organizações não-governamentais, Cruz Vermelha, Médicos Sem Fronteiras, Anistia Internacional e grupos de Defesa dos Direitos Humanos. Filantropia

D34 - Analisar historicamente a formação dos Blocos Econômicos como a União Européia,
NAFTA, o MERCOSUL e dos Tigres Asiáticos (Nic’s). NIC New industrialized Contry (novos países industrializados)
D35 - Explicar o funcionamento da União Européia, do NAFTA e do MERCOSUL.

(1)Meio técnico científico
(2) ONGs
(3) Globalização
(4) Corporações multinacionais
(5) Conferência das Nações Unidas para o Comércio e o Desenvolvimento
(6) Blocos econômicos
(7) Democracia liberal
(8) Geografia dos excluídos
(9) Mecanismos jurídicos, nacionais e supranacionais democráticos e solidários
(10) OIT
(11) UNESCO
(12) Anistia Internacional 
(13) Cruz Vermelha.
(14) Médicos sem Fronteiras 
(15) Conselho Mundial de Igrejas 
(16) Sindicato
(17) Filantropia
(18) Estado de bem-estar social 
(19) Estado mínimo 
(20) GATT
(   ) É um meio geográfico no qual o território inclui obrigatoriamente ciência, tecnologia e informação.
(   ) Organizações não Governamentais.
(   ) é um processos de integração econômica, social, cultural, política, É um fenômeno gerado pela necessidade da dinâmica do capitalismo de formar uma aldeia global que permita maiores mercados para os países centrais (ditos desenvolvidos) cujos mercados internos já estão saturados.Interliga o mundo gerando a fase da expansão capitalista, onde é possível realizar transações financeiras, expandir seu negócio até então restrito ao seu mercado de atuação para mercados distantes e emergentes, sem necessariamente um investimento alto de capital financeiro.
(   ) Também conhecidas como transnacionais, são empresas que possuem matriz num país e atuação em diversos países. Instalam filiais em outros países em busca de mercado consumidor, energia, matéria-prima e mão-de-obra baratas.
(   ) Surgiu para se contrapor ao GATT, atendendo às reclamações do países subdesenvolvidos, que entendiam que as negociações realizadas no GATT não abordavam os produtos por eles exportados, os produtos primários.
(   )  são agrupamentos de países que têm como objetivo a integração econômica ou social. Podem ser classificados em quatro categorias distintas: Áreas ou Zonas de Livre Comércio, Uniões Aduaneiras,Mercados Comuns e Uniões Econômicas e Monetárias. Surgiram para reestruturar a economia depois da 2ª guerra.
(   ) Ou democracia constitucional é a forma de governo na qual espera-se que Estado abstenha-se de interferir na esfera de direitos dos cidadãos e na economia - visto que esta seria dotada de mecanismos de auto-regulação. Atualmente existe um aumento dessa democracia liberal, com o Neoliberalismo - em oposição ao Estado do Bem -estar social.
(   ) Situação das pessoas que vivem em favelas ou guetos, que não tem emprego, os sem teto, os que não têm acesso a água potável, a saúde, transporte, educação, os integrantes de alguma tribo urbana, etc.
(   )  OIT, UNESCO, Conselho Mundial de Igrejas, sindicatos, organizações não-governamentais, Cruz Vermelha, Médicos Sem Fronteiras, Anistia Internacional e grupos de Defesa dos Direitos Humanos. Filantropia.
(   ) Organização Mundial do Trabalho. Foi criado por questões: Humanitárias: (para inibir condições injustas, difíceis e degradantes no trabalho. Políticos: (para diminuir o risco de conflitos sociais ameaçando a paz. Econômicos: (para os países adotassem condições humanas de trabalho.
(   )  Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura foi fundada com o objetivo de contribuir para a paz e segurança no mundo mediante a educação, a ciência, a cultura e as comunicações.
 (   ) É uma organização não governamental que defende os direitos humanos. Averigua denúncias de prisões políticas, torturas ou execuções. Lutam contra a pena de morte, pela proteção dos refugiados, etc.
(   ) É um movimento internacional humanitárioSeu objetivo é proteger a vida e a saúde humana, e prevenir e aliviar sofrimento, sem discriminação  de nacionalidade, raça, sexo, religião, classe social ou opiniões políticas.
(   )É uma organização internacional não-governamental sem fins lucrativos que oferece leva ajuda médica e humanitária a situações de emergência, em casos como conflitos armados, catástrofes naturais, epidemias, fome e exclusão social. É a maior organização não governamental de ajuda humanitária do mundo, na área da saúde.
(   ) É a principal organização ecumênica em nível internacional, congrega mais de 340 igrejas. Busca de unidade das igrejas.
(   ) É uma agremiação fundada para a defesa comum dos interesses de seus aderentes.
(   ) Significa "amor à humanidade". O seu antônimo é a misantropia. Realiza trabalho voluntário para apoiar instituições que têm o propósito de ajudar os seres vivos e melhorar as suas vidas.
(   ) Também conhecido como Estado- providência é uma organização política e econômica que coloca o Estado como protetor, defensor social e organizador da economia. O Estado regula de toda vida e saúde social, política e econômica do país em parceria com sindicatos e empresas privadas. Cabe ao Estado do bem-estar social garantir serviços públicos e proteção à população.
(   ) É o Estado de intervenção mínima cuida apenas da segurança interna e externa e no social.
(   ) Acordo Geral de Tarifas e Comércio. É um conjunto de normas e concessões tarifárias, criado com a função de impulsionar a liberalização comercial e combater práticas protecionistas e, regular as relações comerciais internacionais.

(1)Meio técnico científico
(2) ONGs
(3) Globalização
(4) Corporações multinacionais

(5) Conferência das Nações Unidas para o Comércio e o Desenvolvimento
(6) Blocos econômicos
(7) Democracia liberal
(8) Geografia dos excluídos
(9) Mecanismos jurídicos, nacionais e supranacionais democráticos e solidários
(10) OIT
(11) UNESCO
(12) Anistia Internacional 
(13) Cruz Vermelha.
(14) Médicos sem Fronteiras 
(15) Conselho Mundial de Igrejas 
(16) Sindicato
(17) Filantropia
(18) Estado do bem-estar social 
(19) Estado mínimo 
(20) GATT
(   )  OIT, UNESCO, Conselho Mundial de Igrejas, sindicatos, organizações não-governamentais, Cruz Vermelha, Médicos Sem Fronteiras, Anistia Internacional e grupos de Defesa dos Direitos Humanos. Filantropia.
(   )  Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura foi fundada com o objetivo de contribuir para a paz e segurança no mundo mediante a educação, a ciência, a cultura e as comunicações.
(   )  são agrupamentos de países que têm como objetivo a integração econômica ou social. Podem ser classificados em quatro categorias distintas: Áreas ou Zonas de Livre Comércio, Uniões Aduaneiras,Mercados Comuns e Uniões Econômicas e Monetárias. Surgiram para reestruturar a economia depois da 2ª guerra.
(   ) Acordo Geral de Tarifas e Comércio. É um conjunto de normas e concessões tarifárias, criado com a função de impulsionar a liberalização comercial e combater práticas protecionistas e regular as relações comerciais internacionais.
(   ) É a principal organização ecumênica em nível internacional, congrega mais de 340 igrejas. Busca de unidade das igrejas.
(   ) É o Estado de intervenção mínima cuida apenas da segurança interna e externa e no social.
(   ) É um meio geográfico no qual o território inclui obrigatoriamente ciência, tecnologia e informação.
(   ) É um movimento internacional humanitárioSeu objetivo é proteger a vida e a saúde humana, e prevenir e aliviar sofrimento, sem discriminação  de nacionalidade, raça, sexo, religião, classe social ou opiniões políticas.
(   ) é um processos de integração econômica, social, cultural, política, É um fenômeno gerado pela necessidade da dinâmica do capitalismo de formar uma aldeia global que permita maiores mercados para os países centrais (ditos desenvolvidos) cujos mercados internos já estão saturados.Interliga o mundo gerando a fase da expansão capitalista, onde é possível realizar transações financeiras, expandir seu negócio até então restrito ao seu mercado de atuação para mercados distantes e emergentes, sem necessariamente um investimento alto de capital financeiro.
(   ) É uma agremiação fundada para a defesa comum dos interesses de seus aderentes.
 (   ) É uma organização não governamental que defende os direitos humanos. Averigua denúncias de prisões políticas, torturas ou execuções. Lutam contra a pena de morte, pela proteção dos refugiados, etc.
(   ) Organização Mundial do Trabalho. Foi criado por questões: Humanitárias: (para inibir condições injustas, difíceis e degradantes no trabalho. Políticos: (para diminuir o risco de conflitos sociais ameaçando a paz. Econômicos: (para os países adotassem condições humanas de trabalho.
(   ) Organizações não Governamentais.
(   ) Ou democracia constitucional é a forma de governo na qual espera-se que Estado abstenha-se de interferir na esfera de direitos dos cidadãos e na economia - visto que esta seria dotada de mecanismos de auto-regulação. Atualmente existe um aumento dessa democracia liberal, com o Neoliberalismo - em oposição ao Estado do Bem -estar social.
(   ) Significa "amor à humanidade". O seu antônimo é a misantropia. Realiza trabalho voluntário para apoiar instituições que têm o propósito de ajudar os seres vivos e melhorar as suas vidas.
(   ) Situação das pessoas que vivem em favelas ou guetos, que não tem emprego, os sem teto, os que não têm acesso a água potável, a saúde, transporte, educação, os integrantes de alguma tribo urbana, etc.
(   ) Surgiu para se contrapor ao GATT, atendendo às reclamações do países subdesenvolvidos, que entendiam que as negociações realizadas no GATT não abordavam os produtos por eles exportados, os produtos primários.
(   ) Também conhecidas como transnacionais, são empresas que possuem matriz num país e atuação em diversos países. Instalam filiais em outros países em busca de mercado consumidor, energia, matéria-prima e mão-de-obra baratas.
(   ) Também conhecido como Estado- providência é uma organização política e econômica que coloca o Estado como protetor, defensor social e organizador da economia. O Estado regula de toda vida e saúde social, política e econômica do país em parceria com sindicatos e empresas privadas. Cabe ao Estado do bem-estar social garantir serviços públicos e proteção à população.
(   )É uma organização internacional não-governamental sem fins lucrativos que oferece leva ajuda médica e humanitária a situações de emergência, em casos como conflitos armados, catástrofes naturais, epidemias, fome e exclusão social. É a maior organização não governamental de ajuda humanitária do mundo, na área da saúde.

CONTEÚDO
• Os fluxos econômicos e as relações comerciais entre blocos econômicos e países
• As redes e os fluxos, a territorialidade da infra-estrutura para a globalização expressando diferentes paisagens
• Os fluxos financeiros e suas implicações na reorganização do capital, no atual estágio da globalização
• As relações geopolíticas decorrentes dos fluxos econômicos

D34 - Analisar historicamente a formação dos Blocos Econômicos como a União Européia,
NAFTA, o MERCOSUL e dos Tigres Asiáticos (Nic’s).
D35 - Explicar o funcionamento da União Européia, do NAFTA e do MERCOSUL.


OS FLUXOS ECONÔMICOS E AS RELAÇÕES COMERCIAIS ENTRE BLOCOS ECONÔMICOS E PAÍSES

TIPOS DE REGIONALIZAÇÃO:
�� Leste-Oeste:
Bipolarização:Capitalismo x Socialismo- EUA X URSS

�� Três Mundos:       
  1º Mundo: Capitalistas Desenvolvidos-       
 2º Mundo: Socialistas--                        
  3º Mundo: Capitalistas Subdesenvolvidos

�� Norte-Sul:
Países Ricos(Desenvolvidos Economicamente)no Norte x Países Pobres(Subdes)no Sul.

�� Multipolaridade:
Blocos Econômicos- Nafta(EUA), União Européia(Alemanha) e Bacia do Pacífico(Japão)

Causas da multipolaridade:
�� Desmembramento da União Soviética (1991).
�� Reestruturação econômica Alemã e Japonesa (década de 60). (Plano Marshall e Plano Colombo, reconstrução da Alemanha e do Japão depois da segunda guerra.)

BLOCOS ECONÔMICOS: São associações de países que estabelecem relações econômicas privilegiadas entre si por meio de tratados que visam o aumento da prosperidade econômica dos seus membros. O primeiro bloco surge na Europa em 1957, com a criação da Comunidade Econômica Européia (CEE), atual União Européia (UE). Mas a tendência de regionalização da economia só se fortalece nos anos 90, com o fim da Guerra Fria. Na América se destacam o Nafta e o MERCOSUL; na Europa, a UE e a Comunidade dos Estados Independentes (CEI); na África há o SADC; e na Ásia, o Asean. Também está em fase de implantação o bloco transcontinental Apec, que reúne países da América e da Ásia, e continuam as negociações para a formação de um bloco abrangendo toda a América, o ALCA. 

Os Blocos econômicos podem ser classificados, em quatro categorias:
Zona de Livre Comércio,
União Aduaneira
 Mercado Comum
União Econômica e Monetária

Área ou Zona de livre Comércio-Estágio inicial da Organização Econômica, onde se encontra o nafta- liderado pelos EUA-�� Livre circulação de Mercadorias.�� Livre circulação de investimentos.�� Moeda Nacional é Mantida.
Mercado Comum –. Mercosul- liderado pelo Brasil -encontra-se neste estágio.
�� Livre circulação de Mercadorias.�� Livre circulação de investimentos.�� Circulação parcial de pessoas.
União Aduaneira-A União Européia- liderado pela Alemanha- encontrava-se neste estágio.
�� Livre circulação de Mercadorias.�� Livre circulação de investimentos.�� Circulação total de pessoas.�� Serviços.
União Econômica e Monetária-A União Européia- liderado pela Alemanha- encontra-se neste estágio.
�� Livre de Mercadorias.�� Livre circulação de investimentos.�� Circulação total de pessoas.�� Serviços.�� Moeda Única
Principais Organizações Econômicas Internacionais da Atualidade (Nova ordem Mundial- Multipolaridade.:
�� Nafta- Acordo de Livre Comércio da América do Norte - Estados Unidos, Canadá e México.Líder EUA
�� União Européia (ex- M.C.E.)- Alemanha   
�� Bacia do Pacifico, tigres asiáticos: Japão, China, Formosa, Cingapura, Hong-kong e Coréia do Sul - Líder-Japão �� APEC- Cooperação Econômica da Ásia e do Pacífico-: Ásia-Pacífico (bloco emergente)Japão
�� ALCA: Área de Livre Comércio das Américas (deveria ter entrado em vigor a partir de 2005).
Blocos Econômicos e Globalização
Dentro da globalização  muitos países se juntam e formam blocos econômicos com o objetivo é aumentar as relações comerciais entre os países.
Internet, Aldeia Global e a Língua Inglesa
A globalização extrapola as relações comerciais e financeiras. As pessoas descobrem na Internet uma maneira rápida e eficiente de entrar em contato com pessoas de outros países, de conhecer aspectos culturais e sociais de várias partes do planeta, a rede mundial de computadores quebra barreiras e liga as pessoas e espalha as idéias, formando uma grande Aldeia Global. Saber ler, falar e entender a língua inglesa torna-se fundamental, pois é o idioma universal e o instrumento  de comunicação atual.
Atividades.
1-Quais são os tipos de regionalização do mundo?
2-Quando o mundo passou a ser regionalizado em blocos econômicos?
3- Como são chamados os novos países industrializados do Sudeste Asiático?Com que país se unem para fortalecer seu comércio?
4-Como foi chamado o plano feito pelos EUA para reestruturar a economia da Europa depois da guerra?
5- Como foi chamado o plano feito pelos EUA para reestruturar a economia do Japão depois da guerra?
6-Como é chamada a ordem econômica que vivemos hoje?Por que?
7--Como era chamada a ordem econômica em que EUA e URSS dividiam a influencia no planeta?
8--Na regionalização Leste /Oeste do Planeta ,que dois sistemas econômicos disputavam hegemonia no mundo?
8-Como era a regionalização do planeta em três mundos?
9-Como é a regionalização do planeta em Norte e Sul?
10-Como é a atual regionalização multipolar do planeta? _multipolaridade-E quais são suas moedas?
11-Quais as causas dessa nova ordem multipolar?
12-O que são Blocos Econômicos?
13-Quais são as categorias em que são agrupados os blocos econômicos?
14-Em que estágio encontra-se cada líder da economia mundial atual,inclusive o Brasil?
15-Quais são as principais organizações econômicas internacionais da atualidade? 
16-Quais são as características de cada categoria dos blocos econômicos?
Zona de livre Comércio-
Mercado Comum-
União Aduaneira-
União Econômica e Monetária-
17- Qual a relação entre blocos econômicos e globalização?
18- O que é Aldeia Global?


Tópico 33--DESTERRITORIALIZAÇÃO E REDES DE SOLIDARIEDADE R.A—37—
Conteúdo
- A migração e o desemprego recriando novas territorializações na espacialidade das cidades globais
- Os desafios da gestão solidária do território
- As políticas públicas de inclusão e a emergência do terceiro setor refletindo sobre a construção das redes de solidariedade
- O movimento da população na contemporaneidade mundial e as múltiplas desterritorialidades político, sociais e culturais
- As redes de solidariedade a exclusão social
- O mapa da exclusão social no Brasil e no mundo

CONCEITUAR: desterritorializados.

D60 - Analisar, a partir de textos e mapas geopolíticos, o cenário mundial no período pós-II Guerra Mundial.
D65 - Analisar a importância da ONU nas relações internacionais de poder do mundo pós-guerra.
D69 - Analisar o arranjo geopolítico mundial a partir da queda do muro de Berlim.
DESTERRITORIALIZAÇÃO E REDES DE SOLIDARIEDADE
Faz parte da realidade vivenciada pelos jovens, o processo de desenvolvimento técnico científico-informacional, sob a égide do capitalismo e da democracia liberal. Esses avanços da tecnologia e da ciência, no final do século XX, disponibilizaram grande produção de bens de serviço, mas não criaram mecanismos para reduzir as desigualdades e a exclusão social: pobreza, miséria, fome, analfabetismo, doenças, epidemias, desemprego, moradia, incluindo, no rol da exclusão os discriminados por gênero, cor, credo, preferência sexual, portadores de deficiência, etc. Por isso faz parte da visibilidade das cenas urbanas e rurais o grito dos excluídos, por comida, casa, terra, educação, trabalho, saúde e respeito à diferença. Esta exclusão socioespacial gera os desterritorializados de terra, de alimentação, de educação, de saúde, de emprego, de identidades culturais, etc. São milhões de crianças e adultos que desconhecem o progresso, a qualidade de vida e a justiça social. Nessa perspectiva, as relações da sociedade com os setores econômicos nos países subdesenvolvidos e emergentes visam cada vez mais a produção para o mercado em constante expansão sem políticas sociais para reduzir as desigualdades entre ricos e pobres. Tais desigualdades afetam as relações culturais na sociedade, discriminando e segregando sujeitos, cujas práticas socioculturais, distanciam-se das qualificações impostas pela modernidade tecnológica da globalização.
Leia o texto acima e responda:
1-No contexto acima o que significa desterritorializado?
2-Que tipo de pessoas pode fazer parte dos excluídos?
3- O que precisa ser reduzido para que a exclusão social seja diminuída?
4- De acordo com o texto, porque a globalização e o crescimento do mercado externo prejudicam milhões de pessoas?

Leia os textos sobre “As políticas públicas de inclusão e a emergência do terceiro setor refletindo sobre a construção das redes de solidariedade” e responda as questões abaixo:

D60 - Analisar, a partir de textos e mapas geopolíticos, o cenário mundial no período pós-II Guerra Mundial.
D65 - Analisar a importância da ONU nas relações internacionais de poder do mundo pós-guerra.
D69 - Analisar o arranjo geopolítico mundial a partir da queda do muro de Berlim.
O final da Guerra Fria e da geopolítica bipolar vem demarcando uma nova territorialidade que resulta numa espacialidade mundial em crise de fronteiras. O grande problema passou a ser o Estado Nacional (o país)e seu cenário espacial: as migrações forçando a formação de favelas, guetos, acampamentos de sem terra, campos de refugiados, ocupações desordenadas evidenciam um espaço em movimento. São novos territórios de vida provisória retratando a desqualificação para a vida humana. Com seus limites, sua história de lutas, conquistas, dominação, imposição de língua, costumes, religião, tradições, povos e grupos, redefinem e fragmentam as fronteiras configurando um novo mapa do mundo. Como se organizam os excluídos? Eles reterritorializam os lugares de ocupação? Conflitam e fragmentam o território ou aprendem a conviver com a desterritorialidade? Para Haesbaert (1998), esses povos desterritorializados vivem em total desamparo político, social e econômico constituindo os “aglomerados de exclusão”. Mas, seriam eles amparados por movimentos de solidariedade? O que esses movimentos representam? Quais suas intenções? Por que crescem pelo mundo?                                                                 No auge da mundialização, questiona-se, de forma pública e democrática, os pressupostos éticos e antropológicos do sistema sócio-político mundial. Dessa forma, os sentidos, sentimentos, atitudes, valores, inerentes à condição humana são restaurados num processo de flexibilização solidária, recriando as redes simbólicas da solidariedade. Elas representam avanços de mecanismos jurídicos, nacionais e supranacionais democráticos e solidários como OIT (Organização Mundial do Trabalho), UNESCO, Conselho Mundial de Igrejas, sindicatos, comunidades solidárias, organizações não-governamentais, Cruz Vermelha, Médicos Sem Fronteiras, Anistia Internacional e grupos de Defesa dos Direitos Humanos. Incorpora-se a estas instituições, a economia solidária, do terceiro setor, agrupando de forma superficial e imprecisa, filantropia e caridade; e, também, as ONG's, empresas privadas, institutos, fundações e organizações sem fins lucrativos destinados a prestar serviços à comunidade. A esse conjunto de ações humanitárias denominamos solidariedade. A rede é estimulada por fluxos e movimentos de articulação solidária aos circuitos da economia e dos serviços por meio de estratégias simbólicas que buscam na cooperação e interação a construção de laços de sociabilidade humana. Nesse processo é criada uma rede de idéias e sensibilidade solidárias convergentes, concretizada sob a forma de redes comunicativas que interconectam múltiplas responsabilidades e engajamento de grupos, pessoas, instituições públicas e privadas com dimensões que vão da filantropia e da caridade à formação de sujeitos socioculturais e sedimentação da cidadania.
ATIVIDADES:
1-De acordo com o texto que problemas estão acontecendo nos países depois do fim da Guerra Fria, por causa das migrações forçadas?
2- De acordo com o texto o que redefine e ao mesmo tempo fragmenta as fronteiras do novo mapa do mundo?
3- Que redes solidárias(terceiro Setor) aparecem no texto?
4- Que conceito o texto dá a solidariedade?
5- Comente o trecho sublinhado. De sua opinião sobre o que acontece com os desterritorializados.


Texto 1 - “ O que leva uma jovem bonita deixar o conforto de sua família na Bélgica para mergulhar na miséria, às vezes arriscando a vida, como uma missionária religiosa? Antes do Brasil, ela já havia trabalhado em Ruanda, Guiné, Congo e Chade.(...) esses médicos sem qualquer fronteira – geográfica, política, ideológica ou religiosa – gostam do que fazem, tem prazer e, depois, recebem em reconhecimento e afeto.” Fonte: Revista Época.25/10/99
Texto 5 - “A certeza de que não há respostas parciais para problemas que são globais determinou a existência do projeto Greenpeace América Latina, no qual o Brasil está inserido. Contando com a experiência e as informações acumuladas em 26 anos de existência, o Greenpeace une-se aos esforços que já realizam diversas entidades ecológicas brasileiras para conter a destruição da natureza. E luta para que a questão ambiental deixe de ser encarada como coisa supérflua ou modismo. O desafio é grande e envolve adversários poderosos, movidos por interesses que pouco tem contribuído para a proteção dos recursos naturais. Mas, o que está em jogo é, antes de tudo, a vida – do planeta e de todos os seus habitantes. Greenpeace/SP. Tel: 08000-112510
Texto 2 - “ A C&A, de origem holandesa, é uma das pioneiras. Ela mobiliza os conhecimentos técnicos de seus funcionários para financiar projetos, como a montagem de padarias comunitárias, que garantem o sustento financeiro de várias entidades assistenciais espalhadas pelo país, isso sem retorno financeira para a empresa.” Fonte: Revista Época. 25/10/99.
Texto 3 - “A campanha Ação da Cidadania contra a fome, a miséria e pela vida continua viva. O Natal sem fome mobiliza milhares de pessoas, mas não se sabe ao certo o que restou dos 5000 comitês de voluntários criados em todo país em 1994.” Fonte: Revista Época25/10/99.
Texto 6 - “Uma em cada 5 pessoas sofre de pobreza extenuante e sobrevive com menos de um dólar diário; mais de um bilhão de pessoas carece de serviços básicos; uma em cada 100 pessoas é migrante ou refugiada, e em cada quatro adultos se conta um analfabeto. Um planeta onde a cada dia 1/5 da população não tem o que comer, enquanto que 800 bilhões de dólares – equivalentes à renda da metade mundial- são gastos anualmente em programas militares.” DREIFUSS: 1997,p.13.
Texto 4 - As populações desterritorializadas ou em trânsito na busca de novos países e da solidariedade humana são: México, Gibraltar, Rússia, Vietnã, Afeganistão, Líbano, Curdistão, Croácia, Sudão, Tanzânia, Ruanda, Zaire, Angola, Moçambique, Equador, Amazônia, Honduras, Índia, Filipinas. Esses vivem o drama de serem refugiados, ou migrantes ilegais, ou despatriados.
1-Que rede solidária aparece no texto 1?
2- O que no texto 2 caracteriza “Filantropia”?
3- Retire do texto 3 uma das características de uma ONG?
4- No texto 4 os países citados sofrem com a desterritorialização. Que desterritorialidades são essas?
5- Que ONG aparece no texto 5? Em que área atua principalmente essa ONG?
6- Do texto  retire a quantidade de pessoas que:
- Vive com menos de um dólar por dia(R$1,50 hoje)---------------------
-Não tem serviços básicos como água, luz e esgoto ---------------------
- é imigrante ou refugiada------------------------------------------------------
-é analfabeto----------------------------------------------------------------------
- Não tem o que comer--------------------------------------------------------




Nenhum comentário:

Postar um comentário